Posted in: Devocional

Cleber me ensinou algo ontem – 15/06

Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.
Colossenses 3:12

Estava tranquilo na nossa casa após o almoço e bateram palma no nosso portão. Constantemente pedem para cortar a grama na frente de casa e eu recuso quase todas as vezes. Fui até a porta e ouvi o rapaz e ele me pediu o seguinte: “Posso limpar a frente da sua casa para eu ganhar um dinheiro? É domingo e eu preciso de trabalho”. Eu aceitei.

Entrei em casa e peguei dinheiro a mais que ele tinha pedido e fiquei esperando ele terminar. Ele acabou rapidinho e me chamou. Pediu uma sacolinha para recolher a grama, falei pra ele que não precisava que eu limpava depois, aí ele pediu uma água, peguei pra ele e ele perguntou: “Seu carro é de Ponta Grossa, você é do Paraná?”. Expliquei para ele que eu sou de Araraquara mas que tinha ficado um tempo no Paraná.

Aí, o Cléber, esse é o nome do rapaz, começou a contar a história dele. Jovem, perto dos 40 anos, morava em Foz do Iguaçu/PR e veio 10 anos atrás para cá para cuidar da mãe que estava com câncer. A mãe morreu, ele entrou em depressão, teve um AVC leve que comprometeu uma parte do cérebro (eu via que ele tinha alguma dificuldade em se comunicar), teve problemas com álcool e virou morador de rua.

Eu fiquei pensando: “Quantas pessoas tem uma história de vida diferente e que por diversos problemas acabaram largando tudo? Quantas pessoas precisam de ajuda ou orientação?

Eu ouvi a história, perguntei onde ele estava ficando, ele me contou e contou do padre que está ajudando ele a conseguir um médico para o problema decorrente do AVC. No final, ele me entregou a caneca de água que eu tinha dado, disse que eu tinha sido muito legal com ele e saiu.

Agora, fica a nossa lição: Queremos um mundo melhor, onde as pessoas sejam mais “humanas”, onde as instituições pensem nas pessoas e não somente no lucro, em um governo menos corrupto e o que estamos fazendo para isso virar realidade? Acredito que a palavra chave é COMPAIXÃO! Jesus nos ensina muito sobre isso em diversas parábolas. Nos colocarmos no lugar do outro faz com que sejamos menos rabugentos, críticos, mais solidários e mais parecidos com Jesus.

Que tal praticarmos a compaixão hoje? Se coloque no lugar de alguém e entenda porque ele age daquela maneira. Faça a diferença na vida de alguém hoje. Jesus te ama e eu também.

Oração: Meus Deus, obrigado pelas oportunidades que o Senhor nos dá. Obrigado pelo aprendizado diário que o Senhor nos possibilita. Creio que tudo está nas suas mãos e no seu controle. Te peço que haja em mim mais compaixão. Me ajude a ajudar os outros e quando eu precisar, me ensine a ser ajudado. Nos ajude a ser menos egoístas. É isso o que te peço, em nome de Jesus, Amém!

Atividades de hoje

  • A nossa igreja tem ajudado famílias com a distribuição de cestas básicas. Envie alguma sugestão de como arrecadar mais alimentos para ajudar mais famílias. Seja criativo!
  • Te desafio a escolher 1 versículo que você acha muito legal e decorá-lo por 1 semana. Envie esse versículo para mim hoje (assim estarei sabendo se você leu o devocional de hoje) kkkkk

Comment (1) on "Cleber me ensinou algo ontem – 15/06"

  1. É fácil apontar o dedo criticar mas o difícil é estender a mão pra quem precisa se por no lugar do outro tentar entender pq isso aconteceu e tentar ajudar .

    A luz raia nas trevas para o íntegro,
    para quem é misericordioso,
    compassivo e justo.
    Salmos 112:4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *